............

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Qual o poder da oração?

“Quarto de Guerra”, lançamento da editora Thomas Nelson Brasil, vai surpreender os leitores. A obra, inspirada no filme que chegou a liderar a bilheteria do cinema nos Estados Unidos, traz a história de Tony e Elizabeth, um casal que tem tudo para se considerar feliz. Ambos estão bem empregados e têm uma filha de 10 anos, que recebe pouca atenção dos pais.




Apesar de tudo parecer que está indo bem, as aparências enganam. Impaciente com a mulher e muito ocupado com o trabalho, Tony volta os olhos para outras mulheres. Perdida e arrasada com tantas brigas com o marido, Elizabeth se afunda cada vez mais na amargura.

Ela queria gritar com ele. […] Ela queria ficar frente a frente e discutir até que ele a ouvisse, finalmente ouvisse o que ela estava
dizendo em vez de acusá-la e ir embora. Isso era o que ele sempre fazia, e a deixava furiosa. Ele ape­nas colocava um fim à conversa como se estivesse batendo a porta no rosto de um vendedor de panelas.

Em meio a essa guerra familiar, Elizabeth conhece Clara, uma senhora que mantém em casa um espaço especialmente destinado à oração e intercessão, chamado por ela de “quarto de guerra”. Em uma visita à casa de Clara, ela conhece o ambiente e é desafiada a traçar um plano de oração pela família:

Elizabeth entrou e sentiu uma sensação de paz envolvê-la. Ela olhou para os pedaços de papel presos às paredes, para os nomes e frases escritos com uma letra bonita. Algumas páginas continham versículos bíblicos escritos nelas. Outras tinham fotografias em fi­chas. Algumas das anotações pareciam estar ali há anos.

Em mais de 300 páginas, QUARTO DE GUERRA mostra como a oração é poderosa para mobilizar o mundo espiritual. O filme, no qual o livro foi inspirado, estreia no Brasil neste mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário